Arquivo da categoria: wi-fi

Conectando a uma rede wifi pelo console

Imagine a seguinte situação, você não tem rede cabeada ou ela não está funcionando. Você realmente precisa de conexão wifi, mas você não consegue configurar o X, ou está sem nenhum programa de gerenciamento de wireless instalado, o que você faz?
Simples, recorre as anotações que você fez lendo essa dica.
Pois bem, tudo o que você precisa é ter sua placa wifi intala e funcionando. Caso você não tenha, aguarde a próxima coluna.
Você vai precisar de três softwares, o iwconfig, o ifconfig e um cliente dhcp, como o dhcpcd ou o dhcp-client, a maioria das distros atuais incluem os dois por padrão.
Vamos assumir que sua placa wifi é a wlan0, mas pode ser também ath0 ou outra coisa.
Primeiro:
Vamos dizer ao iwconfig que você quer se conectar ao seu ap e qual é o seu ap (access point, ou router wireless).
Digite no console, estando logado como root, digite su, tecle enter e coloque sua senha.
iwconfig wlan0 mode managed
iwconfig wlan0 essid nome_de_sua_rede
Segundo:
Agora vamos informar qual é a senha que está sendo usada na rede.
Caso sua rede seja uma rede aberta, pule essa parte.
iwconfig wlan0 key s:suasenha
Se der algo errado, tente colocar sem o s:.
Terceiro passo.
Conexão com seu ap.
Agora o iwconfig já sabe o que tem que ser feito, estamos prontos para conectar.
Fazemos isso subindo a placa wifi.
ifconfig wlan0 up
Agora espere uns instantes e digite “iwconfig”. Se não tiver escrito lá não associado, algo não occoreu como deveria, tente denovo, caso não consiga, pergunte. 😉
Agora seu computador está conectado ao Access Point, mas não navega porque não tem nenhum IP atribuido, para isso vamos usar o cliente dhcp.
Digite:
dhcpcd wlan0
ou
chcp-client wlan0
Se tudo ocorreu bem, um IP foi atribuido e agora você pode navegar.
Caso você queira que o processo seja um pouco mais automatizado, você pode usar o netcfg, criando perfis de rede.
É bem simples, no diretório /etc/network.d/examples/ tem exemplos de configurações. Crie uma configuração com base no exemplo e salve como /etc/network.d/Wifi por exemplo.
Em key, se sua senha foi uma senha ASCII, você deve por um s: antes da senha, por exemplo. s:chave.
Depois pra conectar basta digitar:
netcfg2 Wifi ou
netcfg Wifi
depende de sua distro.
Para fazer a conexão toda vez que seu pc iniciar, digite.
echo “netcfg2 Wifi” >> /etc/rc.local
Essa dica foi escrita especialmente para o Arch Linux, mas deve funcionar em outras distros, como o Debian.
Esse artigo tem seus direitos reservados. Se quiser copiar e publicar em seu site ou forum, sem problemas, mas ponha a autoria e um link pra esse blog.

Solucionando problemas de boot no Linux

Em quase todas as distribuições, é possível especificar opções adicionais durante o boot. Estas opções são repassadas diretamente ao kernel, alterando seu comportamento, ou desativando recursos que podem fazer com que o sistema trave durante o boot, ou que determinados não seja reconhecidos.
Você pode combinar várias opções, caso necessário, combinando de uma vez várias opções para solucionar problemas comuns (acpi=off, noapic, nolapic, etc.) de maneira a tentar fazer a máquina terminar o boot e depois ir testando uma a uma para descobrir qual elas que realmente resolveu o problema.
Para saber quais são esses parametros e opções, leia a dica no site Guia do Hardware.
http://www.gdhpress.com.br/blog/opcoes-de-boot/

Canadá vai leiloar mais faixas wireless

TORONTO – O governo canadense planeja vender mais faixas de freqüência wireless no próximo ano e meio, estimulado pelo último leilão, cujas apostas superaram expectativas.
“Eu me refiro à freqüência de 700 megahertz, que deve ser leiloada em 18 meses”, disse o Ministro da Indústria do Canadá, Jim Prentice.
Essa faixa é capaz de cobrir longas distâncias e penetrar obstáculos como paredes e construções com mais facilidade.
Um novo leilão poderia influenciar consideravelmente o mercado de operadoras móveis do país, dominado por três grandes empresas.
Fonte: PLANTÃO INFO

Carros se transformam em hotspots com conectividade Wi-Fi embutida

São Paulo, 27 de junho de 2008 – Carros da montadora americana de automóveis Chrysler terão pontos de acesso de Wi-Fi. A Uconnect web, como foi batizada a tecnologia, será oferecida como opcional para os modelos da linha 2009 da empresa.
A tecnologia usará o sistema 3G de telefonia celular para transformar o veículo em um ponto de acesso móvel de Wi-Fi (também conhecido como hotspot). Múltiplos usuários poderão se conectar simultaneamente à internet, tanto com o carro parado quanto em movimento.
Para acessar a internet por Wi-Fi, é necessário que o usuário esteja dentro do raio de abrangência do hotspot (que avança cerca de 30 metros para fora do carro), equipado com um dispositivo móvel – como um computador portátil, Tablet PC ou um Assistente Pessoal Digital – com capacidade de comunicação sem fio.
O sistema funcionará a partir da instalação de um roteador da companhia Autonet Mobile, que firmou parceria com a Chrysler. A empresa cobrará uma taxa pela instalação e uma tarifa mensal pelo serviço.
O Uconnect – conjunto de tecnologias ao qual pertence o Uconnect web – integrará uma série de serviços em uma única plataforma. Além da rede Wi-Fi, o carro se comunicará com o GPS, monitores de TV e celulares dos seus ocupantes (via Bluetooth).
Os aparelhos, quando conectados, se comunicarão de várias formas diferentes. Quando o usuário entra no carro com um celular Bluetooth, todas as funcionalidades de telefonia do aparelho passam a ser acionados por comandos de voz pelo sistema do carro. O GPS também poderá ser acionado por voz, para que o motorista não precise tirar as mãos do volante.
Todos os monitores do automóvel serão conectados. Assim, enquanto o carro está estacionado, o mostrador do GPS pode ser instruído a passar as imagens de televisão que estão sendo mostradas nos monitores do banco de trás. O rádio e os televisores compartilharão o mesmo painel de comandos e terão uma interface customizável.
Segundo a vice-presidente da Chrysler, Deborah Meyer, a Uconnect visa a simplificar o uso das tecnologias de comunicação pelos seus usuários. O serviço será oferecido como opcional no ato da compra do automóvel.
Entenda
Comumente o termo Wi-Fi é entendido como uma tecnologia de interconexão entre dispositivos sem fios, usando o protocolo IEEE 802.11.
Fonte: UOL News

Cartão de memória transmite fotos por rede Wi-Fi

Eye-Fi Share O Eye-Fi Share é um cartão de memória para câmeras digitais com sistema Wi-Fi integrado, que permite transmitir fotos da câmera para o computador, automaticamente e sem fio.
Da mesma forma, o usuário também pode fazer upload diretamente para sites de fotografia como o Picasa ou o Flickr.
Além de dispensar o uso de um cabo USB, o computador não precisa estar ligado para receber as fotos.
O cartão de memória tem capacidade de 2 GB e é compatível com a maioria das câmeras digitais.
O Eye-Fi Share custa US$ 100 (aproximadamente R$ 160) e está à venda em diversos sites internacionais de compras.
Fonte: Terra

Wi-Fi grátis nas Olimpíadas

Pensando em ir para as olimpíadas?
Os utilizadores com dispositivos eletrónicos poderão acessar a Internet grátis e sem fios gratuitamente durante os Jogos Olímpicos deste ano.
Durante a realização dos Jogos Olímpicos, todos terão acesso à Internet sem fios na cidade de Pequim, num raio de 100 quilómetros.
A Internet gratuita estará acessível a qualquer pessoa com um computador portátil, celular ou agenda eletrónica equipado com dispositivos WiFi.
Segundo o El Pais, que cita o China Daily, a CECT-Chinacomm Communications já começou a efetuar uma série de testes. Será utilizada tecnologia Wimax+Meshwifi, e a velocidade de acesso será superior a 512 kpbs.
Fonte: Ciberia

Website mapeia locais com conexão Wi-Fi grátis

O site Wi-Fi Livre reúne informações sobre estabelecimentos com hotspots Wi-Fi abertos para uso do público.
Pelo site, que acaba de ser lançado, é possível localizar cafés, restaurantes, hotéis, clubes e outros estabelecimentos que oferecem o serviço para aqueles que freqüentam o local. Os estabelecimentos interessados em participar podem se cadastrar diretamente no site. Inicialmente, serão cadastrados apenas hotspots da Grande São Paulo.
O site foi criado pela associação Meninos do Morumbi, com apoio da AMD e da Relatório Bancário. A intenção é divulgar o portal para conseguir apoio para instalar redes sem fio nas áreas atendidas pela ONG.
O endereço do site é www.wifilivre.com.br.

Instalando placas Wi-Fi no Linux usando o Ndiswrapper.

O Ndiswrapper é um software que faz a interligação entre o driver da placa pra windows e o kernel Linux, fazendo com que a placa se comporte como se fosse uma placa nativamente suportada pelo Linux. Claro que essa não é s solução ideal. Deve ser usada somente se a placa não tem nenhum driver pra Linux ou se por algum motivo ta muito dificil de instalar ele.

Você vai precisar de:

  • Driver da sua placa pra Microsoft Windows 2000 ou Microsoft Windows XP
  • Ndiswrapper instalado. (Só seguir os passos abaixo 😉 )
  • Ter acesso root a seu computador, pois todos os passo precisam de permições que só o root tem.

Baixando o driver pra windows de sua placa:
Segue abaixo o site de alguns fabricantes de placas Wi-Fi.
Ralink
Realtek
Encore
Atheros
Bom, acho que ta bom esse ai né? Qualquer coisa, Google! 😉
Baixando e instalando o Ndiswrapper.
O Ndiswrapper já está disponivel nos repositórios da maioria das distibuições atuais.
Para instalar o Ndiswrapper:

  • No Debian e distros baseadas no Debian.

apt-get install ndiswrapper-common
apt-get install ndiswrapper-utils-1.9

  • No Fedora, CentOS e RedHat.

yum install ndiswrapper

  • No Mandriva.

urpmi ndiswrapper
Você tambem pode baixar diretamente do site deles. http://ndiswrapper.sourceforge.net/
Finalmente, instalando o driver pra Windows em seu Linux.

  • Se for um .exe, execute o comando cabextract arquivo_do_driver.exe
  • Se ele veio como um zip ou arquvo compactado, simplesmente extraia-o, pode ser com o unzip ou usando o utilitario que quiser.
  • Você vai precisar de um arquivo.sys que foi extraido. Faça o comando ndiswrapper -i /caminho_do/driver.sys
  • Terminando, suba o modulo de kernel ndiswrapper. modprobe ndiswrapper

Se tudo tiver corrido bem a placa ja vai estar funcionando e vai aparecer no comando iwconfig a placa Wi-Fi listada.
Agora você pode usar seu uilitário preferido pra configurar sua rede.
Você tambem pode fazer a instalação do driver de forma simplificada usando o programa ndisgtk.

Brasil Telecom lança telefone único Wi-Fi

Em meio a tantas novidades tecnológicas, a Brasil Telecom saiu na frente e lançou ontem o telefone único Wi-Fi, que permite receber e originar chamadas de números fixo e móvel a partir de um único aparelho celular, que escolhe a menor tarifa.
A novidade deve chegar às lojas na semana que vem e, a princípio, estará disponível apenas nas capitais onde a operadora está presente, entre elas Curitiba. O modelo disponível é o HTC S621, de origem taiwanesa, e custará aproximadamente R$ 1,1 mil.
“Somos os primeiros no mundo a lançar este produto. É um aparelho que tem bastante ‘pegada’, que representa economia e facilidade para o cliente”, destacou o diretor de marketing da Brasil Telecom, Dalton Hayakawa.
O novo produto é uma evolução do Único lançado em 2006, que funciona via Bluetooth e une as vantagens da telefonia fixa e móvel. “A novidade é que agora o ponto de acesso não é mais restrito à casa ou ao escritório, pois ele expande as vantagens do telefone único para qualquer lugar do mundo onde haja uma rede Wi-Fi”, explicou Hayakawa.
A nova tecnologia permitirá, por exemplo, que uma pessoa de Curitiba, em viagem ao exterior, ligue para qualquer número fixo ou móvel daqui e só pague a tarifa local, sem custo de roaming nem interconexão.
Para isso, basta que haja uma rede Wi-Fi (internet sem fio) disponível. Na prática, se o cliente que tiver este aparelho ligar para um número fixo, a tarifa será de fixo para fixo. Se ligar para um número móvel, será de móvel para móvel. Ou seja, prevalecerá sempre a menor tarifa.
Outro diferencial é que um mesmo número fixo poderá ficar conectado a até três celulares. As ligações feitas para o fixo serão transferidas automaticamente para os aparelhos cadastrados, caso a chamada não seja atendida após o quinto toque. A ligação recebida em um dos telefones poderá, ainda, ser transferida para outros celulares integrados sem que isso gere custo adicional.
Dalton Hayakawa preferiu não comentar o número esperado de clientes com esta nova tecnologia, mas disse que a expectativa é grande, tanto por conta da penetração das redes Wi-Fi no Brasil e no mundo, como pelos atributos do próprio aparelho, que permite a mobilidade nos três níveis – telefonia fixa, móvel e internet. Hayakawa também não comentou o investimento feito pela operadora.
O telefone Wi-Fi deve chegar ao interior do Paraná daqui a dois meses. Entre as capitais onde a operadora atua, apenas Palmas (TO), Porto Velho (RO) e Rio Branco (AC) não terão o serviço disponível neste primeiro momento.
Fonte: Paraná-Online