Arquivo da tag: dica

Apresentando o Mandriva4Desktop

Olá geeks, nerds, administradores de sistemas, hackers, e mortais e pessoas normais.
Agora é 00:00:01 da manhã e conforme anunciado estou mostrando a nova surpresa, dedico o Mandriva4Desktop a todos os 683 (Até o momento que escrevi esse texto) usuários do Mandriva Linux que clicaram e baixaram no link do Skype4Mandriva, todos os incontáveis usuários que copiaram e colaram o endereço e a todo mundo que usa o Mandriva Linux como seu Sistema Operacional Linux.
O que é o Mandriva4Desktop (“Mandriva for Desktop”)?

  • O Mandriva4Desktop é um simples script que assim como o Skype4Mandriva, visa facilitar ainda mais o uso do Mandriva como desktop, além de poupar um monte de tempo, tempo em pesquisas de como fazer algo, tempo procurando links ou tempo executando uma série de comandos.
  • O Mandriva4Desktop adiciona mídias de internet que funcionarão como seus repositórios de pacotes, adicionará não somente as mídias oficiais da Mandriva, mas também as medias do Penguin Liberation Front, que inclui centenas ou até milhares de pacotes de drivers, codecs e outros programas de código fechado ou que por motivos de licenciamento não podem estar nas mídias do Mandriva Linux.
  • Após as mídias estarem corretamente adicionadas e atualizadas, o Mandriva4Desktop vai atualizar o seu sistema.
  • Assim que seu Mandriva Linux estiver atualizado que a festa vai realmente começar, ele vai instalar pra você codecs e plugins que o permitirão a reproduzir praticamente todo o tipo de conteúdo multimídia.
  • Falando em multimídia, será instalado também a versão mais atual do Adobe Flash Player que estiver disponivel para o Mandriva e instalará também o melhor reprodutor multimídia de todos os tempos, o VLC Media Player.
  • E para completar com chave de ouro, ele instalará a última versão do Skype para Linux, usando o já consagrado e amado Skype4Mandriva. Claro, eu aprecio a liberdade de escolha, se você não quiser que o Skype seja instalado, apenas aperte ctrl c quando o script perguntar se você quer cancelar.

Então, com o Mandriva4Desktop você terá.

  • Um enorme repositório de pacotes.
  • Codecs para reproduzir Xvid, divX, h.264, x.264, mp3, mpeg4, mpeg2 e muitos outros.
  • VLC Media Player.
  • Adobe Flash Player.
  • Skype.
  • Seu sistema atualizado.

Baixem agora mesmo na página do Mandriva4Desktop.
Espero que gostem.

Links de download Mandriva 2010.2


 
 
 
 
Esta é uma dica rápida e objetiva de links de downloads do Mandriva 2010.2.
Mandriva Free 2010.2 i586
Mandriva Free 2010.2 x86_64
Mandriva One 2010.2 KDE 32 bits
Mandriva One 2010.2 GNOME 32 bits
Mandriva Seed Linux
Mandriva Seed Windows
Leia também!
Referência rápida ao urpmi, gerenciador de pacotes do Mandriva.
Dica rápida, adicionando midias no Mandriva.
Instalar o Mandriva usando um pendrive, sem cdrom, (Mandriva Seed).
Diferenças entre o Mandriva Free, One, Powerpack e Flash.
Mandriva Linux KDE, ou GNOME?

Domínio novo e novo estilo!

Olá leitores, amigos e colegas que acompanham o meu blog.
Já faz um tempo que eu estava testando outros estilos visuais e temas para mudar a cara do site e ao mesmo tempo manter a identidade.
Admito que foi meio difícil de encontrar um que se encaixasse em algumas coisas que eu queria, como: Facilidade de leitura, ser limpo, leve, abrir em todos navegadores, ter uma versão móvel (Abra em seu iPod Touch ou iPhone 🙂 ) e fosse prático e customizável. Encontrei esse, meio que por acaso é verdade. Coloquei ele e gostei, e vocês?
Junto com o tema novo, agora tem um domínio próprio! A nossa nova casa é http://megaf.info, já faz umas duas semanas que estou testando e parece que tudo está indo super bem. Eu já tinha registrado o domínio megaf.info a algum tempo e agora liguei ele ao blog. Afinal, digitar megaf.info no navegador é mais prático do que digitar megaf.wordpress.com, não é 🙂 ?
O portal, ou blog ou site, como queira chamar, estava meio parado, primeiro por causa da faculdade e provas finais do semestre, depois eu fui nos 4 dias do FISL, Fórum Internacional do Software Livre, onde pude encontrar e conhecer pessoalmente alguns leitores alem de fazer novas amizades, tive também a “oportunidade” de pegar um gripão lá, o qual ainda não me deixou totalmente. Peço desculpas a todos vocês que esperavam novas coisas aqui e tudo o que viam era o mesmo post semanas a fio. Isso vai mudar!
Agora alem de postar tutoriais e dicas escritas por mim, vou postar notícias de versões novas de distribuições que acho interessantes, que vão sendo postadas na distrowatch. Assim você fica por dentro das distros legais que vão aparecendo.
Mas resta um pequeno problema, algum de vocês sabe realmente qual é o nome desse site?
Aqui no wordpress, na época que configurei o blog, coloquei como nome Megaf Portal, na rede porém, sempre foi conhecido como blog do megaf ou megaf blog… Horas, agora temos o domínio megaf.info, então, qual deve ser o nome do blog? Você escolhe!

Convertendo fuso horário, horário de outros locais para o seu fuso

Olá, acabei de descobrir um negócio legal e vim compartilhar com vocês.
Se você por exemplo quer converter 12:00 horas no fuso francês, que é UTC +1 ou UTC +2 no verão, o comando fica assim.

date -d '12:00 CEST'  Pro horário de verão.
date -d '12:00 CET' Pro horário normal, CET é o horário central da Europa.
date -d '12:00 PDT' Pro horário de verão do pacífico.

Veja:

 [root@mandriva duron]# date -d '12:00 PDT'
Wed Jul  7 16:00:00 BRT 2010
[root@mandriva duron]# date -d '12:00 UTC-4'
Wed Jul  7 13:00:00 BRT 2010
[root@mandriva duron]# date -d '12:00 UTC-3'
Wed Jul  7 12:00:00 BRT 2010
[root@mandriva duron]# date -d '12:00 CEST'
Wed Jul  7 07:00:00 BRT 2010

Atualizado – Mandriva no pendrive.

Olá todos, apenas informando vocês que atualizei e adicioneis algumas informações no artigo que escrevi tempos atras sobre converter uma ISO do Mandriva em um pendrive bootavel.
Confiram.
Mandriva – Da ISO pro Pendrive.

Mandriva Linux – Qual ISO devo baixar? Descubra qual é a ISO mais indicada para você!

Qual ISO devo baixar?
Muito se fazem esta pergunta ao se deparar com a quantidade enorme de ISOs disponíveis nos servidores.
Pensando nestas pessoas, que assim como eu já tive, tem dificuldade para escolher a ISO mais adequada, resolvi escrever esta dica.
Entendo o nome das ISOs:
Começando pelas ISOs de DVDs.
Vamos pegar o nome de uma ISO qualquer que está disponível para download.
mandriva-linux-free-2010.0-i586.iso
A Mandriva bolou muito bem o nome das ISOs, deixando claro no nome da ISOs várias informações sobre o que se trata.

  • A primeira parte da ISO, é composta pelo nome da distribuição, neste caso, mandriva-linux-free-2010.0-i586.iso
  • A segunda parte, mandriva-linux-free-2010.0-i586.iso indica o tipo de instalação e pacotes disponíveis. Para entender melhor sobre os diferentes tipos de instalação do Mandriva, veja este outro tutorial. O free indica que é um DVD de instalação.
  • A terceira parte indica a versão o ano/estação que ela foi liberada. Neste exemplo, mandriva-linux-free-2010.0-i586.iso,  trata-se de uma edição liberada em 2010, o .0 indica que foi liberada no inverno, no hemisfério note, de 2010, quando é um .1, indica que se trata de uma edição Spring, liberada durante a primavera. As edições Spring são geralmente mais estáveis, elas são versões mais polidas e testadas do .0, e por vezes incluem muitos recursos novos.
  • A penúltima parte, mandriva-linux-free-2010.0-i586.iso, nos mostra para qual arquitetura de processador ela foi feita. Ou seja, esta, a i586, foi feita para todos os processador a partir dos K6 e Pentium I, processadores que vieram depois do 486.
  • Agora chegamos a última parte do nome das ISOs de DVDs, que como você deve imagina, indica que se trata de uma ISO. 😉

Nas versões em CD, tempos ainda mais dois indicadores:
mandriva-linux-one-2010.0-GNOME-europe-americas-cdrom-i586.iso

  • Temos ali o GNOME, que nos mostra que se trata de um LiveCD com um instalador, e usa o ambiente gráfico GNOME, poderia ser também o KDE. Veja a diferença entre eles aqui.
  • Logo depois, temos o europe-americas, esta é a ISO que você deverá baixar sempre, ela contém os idiomas das américas e da europa.

Como sempre, todos comentários são bem-vindos, diga sua opinião sobre este artigo e suas dúvidas.

smart – Uma bela alternativa ao URPMI.

Olá, este é um artigo prático de introdução ao SMART, um gerenciador de pacotes RPM que pode ser usado perfeitamente como alternativa ao URPMI, por que? Porque o SMART é mais ágil, ponto final.

Não há muito o que dizer, ele é super fácil de usar e rápido. Em vez de ficar falando e falando e enrolando como em muitos tutos e artigos, vamos logo ao que interessa, afinal, já falei de mais. 😉

Instalação:

Para instalar ele basta dar um urpmi smart no terminal, como root.

Usando:

Ele é semelhante ao apt-get, basicamente as opções que serão usadas serão.

  • update = Atualiza as mídias.
  • upgrade = Atualiza a distro.
  • install nome_do_pacote = Instala determinado pacote.
  • search palavra = Procura por determinada palavra tanto no nome quanto da descrição do pacote, neste ponto que o smart leva grande vantagem sobre o urpmi.
  • remove pacote = Remove um pacote.

Para adicionar mídias ao SMART, entre no site do Easy Urpmi, eu já deixei pronto as mídias escolhidas, simplesmente selecione e copie todos os comandos lá em baixo, e cole num terminal, como root, você vai precisar dar um enter para rodar o último comando, vai entender quando chegar a hora. 😉

Veja uma parte da saída do smart –help:

Action commands:

  • update
  • install
  • reinstall
  • upgrade
  • remove
  • check
  • fix
  • download
  • clean

Query commands:

  • search
  • query
  • info
  • stats

Setup commands:

  • config
  • channel
  • priority
  • mirror
  • flag

Para ver a saída na íntegra de uma olhada no meu post no pastebin.com.

SMART em ação!

[root@phenomdriva megaf]# smart search rxvt
Loading cache...
Updating cache...                      ################################## [100%]
aterm - An rxvt-based terminal emulator for X11
mrxvt - A multi-tabbed X terminal emulator based on rxvt
multi-aterm - Light tabbed terminal emulator
root-tail - Root-tail prints text directly to an X11 root window
rxvt - A color VT102 terminal emulator for the X Window System
rxvt - A color VT102 terminal emulator for the X Window System
rxvt-CJK - CJK menus for rxvt
rxvt-CJK - CJK menus for rxvt
rxvt-unicode - A color VT102 terminal emulator for the X Window System
swm - A small window manager for X11
w3m - Pager that can also be used as textbased webbrowser
Saving cache...
Repare que ele faz um cache do resultado e salva, na próxima vez que você pesquisar por algo, a pesquisa será ainda mais rápida.
Agora instalando o rxvt:
[root@phenomdriva megaf]# smart install rxvt
Loading cache…
Updating cache…                      ################################## [100%]
Computing transaction…
Installing packages (1):
rxvt-3:2.7.10-21mdv2010.0@x86_64
744.6kB will be used.
Confirm changes? (Y/n): y
Fetching packages…
-> http://mandriva.c3sl.ufpr.br/official/2010.0/x86_64/media/main/release/rxvt-2.7.10-21mdv2010.0.x86_64.rpm
rxvt-2.7.10-21mdv2010.0.x86_64.rpm   ################################## [100%]
Committing transaction…
Preparing…                             ################################## [  0%]
1:Installing rxvt                    ################################## [100%]
Viu como é simples? Agora é só você explorar o smart e curtir este magnífico gerenciador de pacotes!

Artigo escrito por Megaf para o blog Megaf Portal. Livre distribuição e divulgação deste texto, desde que mantendo as referências autorais.
Pŕoximo artigo: SMART GUI – UMA BELA ALTERNATIVA AO RPMDRAKE/DRAKRPM.

Instalando o KDE/GNOME no Mandriva Linux

Instalando o KDE/GNOME no Mandriva Linux

Olá. O texto a seguir é uma dica rápida de como instalar o KDE ou o GNOME após já ter instalado outro ambiente gráfico no Mandriva.
O Mandriva Linux oferece um meio bem simples e elegante de se instalar um ambiente gráfico e outros programas que exigem um grande número de pacotes, se chama metapacote. No Mandriva é usada a definição task para os metapacotes. Se você deseja instalar todos os pacotes de impressão, então simplesmente instale o pacote task-printing, o mesmo vale para o KDE e o GNOME, basta procurar e instalar o pacote task-kde ou task-gnome.
Como você poderá ver na hora de instalar, o gerenciador de pacote vai pedir pra instalar ao redor de 1GB de pacotes, isso é realmente muita coisa, não é?
Você pode fazer uma instalação mais simples e limpa, recorrendo ao terminal e usando o pacote task-kde-minimal ou task-gnome-minimal, que vai deixar de instalar alguns pacotes recomendados, recomendados sim, essenciais não. 😉 Qualquer coisa, você pode instalar estes pacotes depois.
O mesmo se aplica ao XFCE, tem o pacote task-xfce e task-xfce-minimal
Uma coisa importante a observar, é instalar os pacotes referentes a edição do Mandriva que você está usando. Free, One ou Powerpack. 😉
drakrpm

Baixe e teste o Google Chrome!

Não vou entrar em maiores detalhes.
Basicamente um programador seguiu os passos para compilar o código do Chrome OS e liberou uma imagem que pode ser testada no VmWare ou no VirtualBox.

 

Para mais informações sobre o Chrome e a imagem visite os links abaixo.
Download via torrent. Teste por sua própria conta e risco.
http://www.engadget.com/2009/11/20/google-chrome-os-available-as-free-vmware-download/
http://www.techcrunch.com/2009/11/19/guide-install-google-chrome-os/
http://gdgt.com/google/chrome-os/download/

Diferenças entre o Mandriva Free, One, Dual, Powerpack e Flash.

Update dia 21 de fevereiro de 2010.
Abaixo vou explicar de forma bem simples as diferencias básicas entre as versões do Mandriva Linux;
Free – Essa é a versão do Mandriva em DVD, um DVD bootavel que contém o instalador, não é um LiveDVD! Ele não inclui nenhum software, codec, ou driver proprietário por default. Em contra partida é essa a versão ideal pra quem tem internet lenta ou um computador com poucos recursos, pois com ele você pode fazer uma instalação mais customizada e limpa, alem de não precisar ficar baixando um monte de programas, por já vem incluído nele um monte de softwares de código aberto.
One – Este é um LiveCD instalável, inclui drivers de video proprietarios pra placas ATI e NVIDIA alem de codecs fechados. Versão ideal para usuários iniciantes ou que não queiram ficar instalando um monte de programas manualmente, pis já vem com um set completo, incluindo Firefox, OpenOffice, e players multimedia. Ele está disponível em edições com o KDE e com o GNOME, para ler um pouco sobre estes dois, leia este outro tutorial.
Flash – Semelhante ao One, mas em vez de CD é um drive USB de memória flash, um pendrive, você pode compra-lo na Mandriva store.
Dual – Trata-se de uma edição muito semelhante ao Free, porém, contém somente uma quantidade MUITO pequena de programas, inclui o LXDE somente, sem o KDE e o GNOME, a vantagem dele sobre o Free e as outras versões, é que se trata de uma ISO que poderá instalar o Mandriva tanto em máquinas de 32 bit, quanto em máquinas de 64 bit! Ou seja, um Mandriva que vai funcionar em todos seus computadores, do K6 ao Phenom II x6! Ela vai detectar seu CPU automaticamente na hora do boot do CD e instalar o pacote de kernel e softwares mais apropriados.
Powerpack – Versão paga top de linha do Mandriva, inclui muitos pacotes extras, inclusive programas pagos como o cedega, que lhe permite rodar jogos feitos para windows, você pode compra-lo na Mandriva store.